NOTÍCIA ANTERIOR

Eleições 2018: Luciano Ribeiro e Luiz Augusto não são reeleitos deputados estaduais.

PRÓXIMA NOTÍCIA

Nordeste é alvo de xenofobia por levar Haddad ao segundo turno da eleição.

Nordeste impede vitória de Bolsonaro no 1º turno.

Data publicação: 08/10/2018

Depois de muitos notícias falsas, rótulos inadequados, escapar de uma tentativa de assassinato, o deputado federal Jair Bolsonaro vai disputar o 2º turno das eleições com Fernando Haddad do PT. Foi preciso a ajuda dos nordestinos para que a disputa eleitoral para a Presidência da República não fosse liquidada no 1º turno. Esta é a oitava eleição presidencial por meio do voto direto desde a redemocratização, no fim da década de 1980. O vencedor governará o Brasil de 1º de janeiro 2019 a 31 de dezembro de 2022.


O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, os dois primeiros colocados foram dos dois partidos, e houve duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).


A campanha


A campanha eleitoral teve início em agosto com 13 candidatos à Presidência da República, o maior número de concorrentes desde 1989, quando houve 22 postulantes.


A corrida ao Planalto deste ano foi marcada por dois fatos que podem ter influenciado até mesmo o desempenho de outras candidaturas: Lula comandando a campanha de Haddad de dentro da cela da Polícia Federal, em Curitiba, onde está preso desde o dia 6 de abril e a tentativa de assassinato de Jair Bolsonaro, em 6 de setembro, tirando-o da campanha.

Caetité Notícias © Copyright 2011 - 2017, Todos os direitos reservados Desenvolvido por WSouza Sistemas