NOTÍCIA ANTERIOR

Caetité: Homem comete suicídio na zona rural.

PRÓXIMA NOTÍCIA

Moto é furtado no centro de Caetité. Polícia investiga o caso.

Em Guanambi no Hospital Regional, mulher denuncia distribuição de pão estragado a pacientes e acompanhantes.

Data publicação: 07/02/2019

Uma mulher identificada como Milena Katiara, filmou e divulgou nas redes sociais, imagens de um pão mofado, que foi distribuído para alimentação de pacientes e acompanhantes no Hospital Regional de Guanambi a 45 km de Caetité. 


O caso veio a tona na noite da quarta-feira(06/02) e viralizou na rede. Segundo a denunciante o pão estava todo mofado e assim que recebeu o "lanche" procurou o setor do hospital responsável pela distribuição e que mesma foi informada que o alimento seria distribuído.


De acordo com o biomédico Roberto Martins Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria, o fungo, por si só, não causa mal. “Mas alguns tipos produzem micotoxinas (substâncias tóxicas) que causam desde intoxicações alimentares até câncer do sistema hepático”, explica. Como existem milhares de tipos de bolores conhecidos, fica difícil saber se o desenvolvido em determinado alimento fará mal ou não à saúde. Então, na dúvida, o melhor é não consumir o pão, a fruta, o iogurte ou qualquer outra comida com aquele aspecto mofado.


Segundo a pesquisadora Rosely Piccolo Grandi, do Núcleo de Pesquisa em Micologia do Instituto de Botânica de São Paulo, o recomendado é descartar qualquer alimento. “As estruturas dos fungos são microscópicas e não é possível saber se tudo foi eliminado. As que permanecerem no alimento podem causar problemas”, diz.


A direção  da unidade de saúde, foi procurada pela Rede CN na manhã desta quinta-feira, mas até as 11:00 h, nossa reportagem não obteve sucesso no contato por telefone. Veja o vídeo postado nas redes sociais.




 

Caetité Notícias © Copyright 2011 - 2017, Todos os direitos reservados Desenvolvido por WSouza Sistemas